Notícias

Governo anuncia programa para financiar folha de pagamento de pequenas e médias empresas


O governo federal visando conter o prejuízo à economia por conta do avanço do COVID-19no Brasil, anunciou a criação de uma linha de crédito de R$ 40 bilhões destinada ao pagamento de salários de funcionários de pequenas e médias empresas.

Confira alguns detalhes da medida anunciada pelo governo:

 

Quais empresas serão contempladas pela linha de crédito?

O empréstimo será concedido para pequenas e médias empresas, com faturamento anual entre 360 mil reais e 10 milhões de reais e se destina exclusivamente ao financiamento da folha de pagamento. No mais, a empresa que aderir ao empréstimo não poderá demitir os funcionários no período de dois meses.


 

Como será realizado o investimento pelo governo?

No total, o volume de investimento poderá chegar a R$ 40 bilhões (R$ 20 bilhões por mês). A maior parte do dinheiro (85%) será injetada pelo governo federal e 15%, pelos bancos privados. As negociações serão disponibilizadas em até duas semanas e deverão ser realizadas diretamente com os bancos privados.

 

Qual valor será destinado ao funcionário?

O pagamento de salários por meio da linha de crédito será limitado ao valor de R$ 2.090,00 por mês, ou seja, dois salários mínimos. O programa não cobre pagamentos acima desse valor. Nesse caso, ficará a critério da empresa complementar o salário.

Por exemplo: se o salário do funcionário corresponde a um salário mínimo (R$ 1.045,00), ele continuará recebendo o mesmo valor.  Mas, caso ele receba três salários mínimos (R$ 3.135,00), apenas terá direito em receber dois salários mínimos (R$ 2.090,00) nesses dois meses. Neste caso, o valor remanescente ficará a cargo da empresa.

 

Como será o acesso a linha de crédito?

O dinheiro correspondente ao salário será depositado diretamente aos funcionários durante dois meses, sem intermediação das empresas. Ou seja, independente da paralisação das atividades comerciais, o funcionário receberá seus vencimentos.


Qual será a forma de quitação do empréstimo?

A partir do recebimento do empréstimo, as empresas terão seis meses de carência para iniciar o pagamento parcelado em até 36 meses com a incidência de juros de 3,75% ao ano.


Se restarem dúvidas o Sindicato do Comércio Varejista de Sorocaba prestará esclarecimentos à categoria econômica que representa em atendimento realizado exclusivamente através de nossos canais de comunicação:

 

WhatsApp: (15) 99785 5445 / (15) 981081500 (exclusivamente texto)

E-mail: plantao@sincomerciosorocaba.com.br